terça-feira, 30 de maio de 2017

Alma Profunda

"Eu conheço os rios. Conheço rios tão antigos quanto o mudo, mais velhos que o fluxo de sangue nas veias humanas. Minha alma é tão funda como os rios. Me banhei no Eufrates, na aurora da civilização. Fiz cabana nas margens do Congo e suas águas me cantaram canções de ninar. Vi o Nilo e construí as pirâmides. 
Minha Alma se tornou tão profunda como os Rio"

(Paulo Coelho)

Do poeta americano Langston Hughes:

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Da humildade

Alguém perguntou ao sufi Halgavi:

- “Como um mestre escolhe seus discípulos?”

- “Todo aquele que deseja realmente aprender, 
Precisa ter consciência de que já tem a Verdade dentro de si. 
Basta apenas despertá-la”.

- “Mas como o senhor pode distinguir as verdadeiras intenções das pessoas ao se aproximarem?”

Halgavi respondeu:

- “Sempre procurei manter uma atitude humilde e submissa. 
Alguns procuravam se aproveitar disto, eu então me afastava deles. 
Outros me olhavam como se eu fosse um verdadeiro santo, e eu me afastava deles ainda mais rápido. Assim, ficaram ao meu lado apenas os que me viam como uma pessoa igual a eles”.
 
"Paulo Coelho Maktub"

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Do Deserto

                                   "Por quantas dimensões a vida precisa passar?
Por quantas estradas precisamos caminhar
Em busca do grande segredo da existência?
A tarefa é difícil, mas não há argumento que nos impeça de seguir adiante.
Não sabemos o que levou as coisas a serem como são.
Não sabemos o que nos espera adiante.
Mas devemos tentar ir o mais longe possível.
Mesmo no meio do deserto,
É importante descobrir as maravilhas enterradas na areia".

Paulo Coelho Maktub



Texto do poeta L. Eisley (1907-1977):